Afinal, pode ou não espremer espinha?

Está sofrendo com acne no rosto e não sabe o que fazer? Descubra se é correto ou não espremer a espinha e quais são outras alternativas para melhorar a aparência da pele.

Compartilhar:

Imagina acordar no dia em que você tem uma ocasião super importante para ir,  mas ao se olhar no espelho repara que tem uma espinha enorme no rosto. Pelo menos a maioria das pessoas já passaram por essa situação, não é mesmo? A primeira ideia que passa pela cabeça é espremer a espinha, mas será que essa técnica é correta ou só ajuda a piorar a aparência  É isso que vamos contar para você!

O que é espinha e por que ela aparece na pele?

Antes de saber se é  certo ou não espremer espinha, é importante entender o que ela é e como se forma na nossa pele.

A espinha é uma inflamação formada através de uma infecção causada pelo acúmulo de bactérias na pele. Além disso, a oleosidade excessiva também contribui para a formação da espinha, já que o sebo se acumula nos poros.

A aparência da espinha na maioria das vezes é avermelhada e tem pus na ponta,  fazendo com que muitas pessoas pensem que a solução é espremer a espinha para remover a inflamação.

É recomendado espremer a espinha?

Imagem de mulher em frente ao espelho tentando espremer espinha

Afinal, é correto ou não espremer espinha?

Agora que sabemos que a espinha é uma inflamação causada pelo acúmulo de bactérias, vamos para a pergunta. Afinal, podemos espremer a espinha ou não? A resposta é não. O primeiro motivo  para não espremer espinhas é que a lesão causada ao aumenta o tempo de cura da pele, ou seja, prolonga o tempo da espinha e piora a aparência da pele. Além disso, essa mesma lesão cria um ambiente propício para novas infecções. 

O segundo motivo é que ao espremer a espinha, aumenta as chances dela não ter uma boa cicatrização e resultar nas famosas marcas de hiperpigmentação, ou seja, as manchas escuras na pele causadas pela espinha.

Então o que fazer quando aparece uma espinha indesejada na pele?

Confira as soluções alternativas para tratar a espinha sem precisar espremer.

Consulte o médico dermatologista

Se você sofre com a acne, a primeira dica é consultar o médico dermatologista. O profissional avalia a condição da sua pele e recomenda o melhor tratamento para você de acordo com as necessidades que você precisa no momento.

Faça skincare

A segunda dica é estar em dia com a rotina de skincare. Este ritual de cuidados ajuda a melhorar a aparência da pele e com os produtos corretos trata a acne e minimiza as manchas causadas pelas espinhas. Se você tem curiosidade de aprender sobre skincare para pele oleosa e acneica, clique aqui.

Kit Botik Ácido Mandélico + Salicílico: Gel de Limpeza50 g + Sérum de Alta Potência 5g + Gel Secativo 10ml

Kit Botik Ácido Mandélico + Salicílico: Gel de Limpeza50 g + Sérum de Alta Potência 5g + Gel Secativo 10ml

Este combo auxilia na redução dos sinais de envelhecimento da pele, como flacidez, rugas e linhas finas.

R$ 274,80R$ 159,90

7x R$ 22,84

Compre

Aposte no gel secativo para solução imediata

Mas para a espinha que surgiu de última hora quando você tem um evento super importante, a solução imediata é apostar no Gel Secativo Para Acne Ácido Mandélico + Salicílico Botik

Sua fórmula combate as bactérias e reduz a acne do rosto. Sua textura leve em gel possui rápida absorção com potente ação secativa e eficácia comprovada na redução do tamanho e vermelhidão da acne na pele. Com o produto, é possível reduzir até 99,99% da acne em até 5 minutos, reduz o tamanho e vermelhidão da acne em 8 horas e realiza o processo secativo da acne em até 24 horas.

Gel Secativo Para Acne Ácido Mandélico + Salicílico Botik 15g

Gel Secativo Para Acne Ácido Mandélico + Salicílico Botik 15g

O Gel para Acne que entrega ação secativa contra espinhas em até 24 horas, sem deixar a pele ressecada.

Avise-me quando chegar

Agora que você já aprendeu como fazer skincare pele com acne, que tal começar hoje mesmo a oferecer os cuidados que ela precisa? Clique aqui e veja mais dicas de cuidados para a sua rotina. 

- Por Priscila Nárriman Cândido