O que é e quais os benefícios do Ácido Glicólico para a pele

O Diretor Pesquisa e Desenvolvimento no Grupo Boticário, Gustavo Dieamant, contou o que é e quais os benefícios do ácido glicólico para a pele na rotina de skincare. Confira!

Compartilhar:

Sabemos hoje que o uso de ativos clássicos em dermatologia estão cada vez mais fazendo parte da rotina de skincare de muitos consumidores.

Dentre esses ativos, encontram-se aqueles que atuam promovendo uma aceleração da renovação celular, uma das principais alterações que acontecem durante o processo de envelhecimento da pele, e fundamental para melhora de algumas alterações cutâneas, como acne e hiperpigmentação (manchas de pele).

Os principais ativos responsáveis por esses efeitos na nossa pele são os ácidos, que por ação química, geram uma esfoliação da barreira cutânea e, consequentemente, uma resposta biológica das camadas inferiores da pele, que começam a ter uma multiplicação saudável das células e melhoram o aspecto geral da pele.

Os ácidos que geram esse peeling químico são classificados de acordo com a sua estrutura química e são divididos em:

– Alfa-hidróxi-ácidos (AHAs)

– Beta-hidróxi-ácidos (BHAs)

– Poli-hidróxi-ácidos (PHAs)

A figura abaixo mostra a classificação e o modo de ação dessas famílias:

Ação dos ácidos na renovação celular e a diferença de potência entre eles.

E o Ácido Glicólico, então?

Ácido glicólico é o menor AHAs e é produzido por processos biotecnológicos enzimáticos sustentáveis a partir da cana-de-açúcar.

Estrutura química do ácido glicólico.

Estrutura química do ácido glicólico.

Devido ao seu pequeno tamanho, o ácido glicólico é o mais potente dos AHAs e possui excelente poder de absorção pelo estrato córneo na pele pele, onde gera um desarranjo da queratina através de uma ação como “peeling” (esfoliante), o que gera uma aceleração da renovação celular.

O ácido glicólico tem várias aplicações em produtos de cuidados para a pele e é normalmente utilizado em peeling químico por dermatologistas em concentrações que variam de 30% a 80% ou em produtos cosméticos, com concentrações de até 10%. Além da concentração, o pH é importante na determinação de sua eficácia em solução. O pH de uma solução de ácido glicólico em um peeling médico pode ser de até 0,6, forte o suficiente para lesionar a epiderme, enquanto os peelings cosméticos em home use (uso na rotina diária) têm pH menos agressivos, próximo à 3,5, mas suficiente para promover seu ótimo efeito.

Como age e quais as indicações do ácido glicólico para os cuidados da pele?

A ação do ácido glicólico, como mencionado anteriormente, é pH dependente e, por ação química direta, remove as células mortas da superfície da pele e, como consequência, gera uma resposta biológica imediata das camadas mais profundas da epiderme, acelerando a renovação celular.

Por esse mecanismo clássico, o ácido glicólico é utilizado em muitas alterações estéticas em dermatologia e cosmetologia:

Acne

Na acne, o ácido glicólico é muito efetivo, uma vez que consegue remover o excesso de células mortas que obstruem os folículos e poros e que são responsáveis por favorecer a proliferação da bactéria causadora da acne no interior da glândula sebácea e consequente inflamação (lesão da acne). Ao promover essa esfoliação e renovação celular, permite que o poro “volte a respirar” e o processo inflamatório seja regredido. Além disso, possui propriedades antiinflamatórias diretas e ajuda na remoção da melanina depositada na pele, reduzindo a hiperpigmentação pós-inflamatória (pequenas manchas escuras que ficam no local da lesão acnéica).

Envelhecimento

O ácido glicólico é uma ótima ferramenta para reverter sinais do envelhecimento (rugas, manchas, aspecto geral da pele), uma vez que ao acelerar a renovação celular, promove uma camada nova de células na superfície da pele, dando um aspecto mais saudável, uniforme, de muito viço e mais firme. Esse efeito do ácido glicólico é muito importante para tratamento e reversão do envelhecimento, uma vez que, com o passar dos anos, nossa taxa de renovação celular (turnover celular) cai consideravelmente, o que resulta em muitos dos aspectos relacionados à saúde e aparência geral da pele.

Hiperpigmentação (manchas)

Devido à aceleração da renovação celular gerada pelo ácido glicólico, as melaninas depositadas na superfície da pele são removidas junto com as células mortas e, como consequência, temos uma pele mais uniforme, luminosa e sem manchas.

Clique e conheça todos os produtos de Botik Glicólico.

Mas todo produto contendo ácido glicólico funciona igual e tem os mesmos efeitos?

Como falamos acima, a ação do ácido glicólico é pH e concentração dependente, ou seja, ter ácido glicólico na fórmula não indica o máximo de sua potência. Por isso, na hora de escolher, vale conhecer a concentração utilizada, o pH final da fórmula, conhecer a procedência e o fabricante já que é preciso termos uma estabilidade desse pH ao longo do tempo de vida e utilização do produto! Além disso, um bom produto contendo ácido glicólico contém também em sua formulação, outros ativos que aumentam o potencial de ação do ácido e geram outros benefícios à pele, proporcionando um cuidado global.

Experimente Botik Glicólico, uma linha completa pensada para todos os passos da rotina de skincare que considera todos os cuidados e o máximo efeito para a máxima potência do poderoso ácido glicólico.

- Por Gustavo Dieamant, Diretor Pesquisa e Desenvolvimento no Grupo Boticário