Acessibilidade

Alto Contraste
Aumentar Fontes
Inverter Cores
Textos em Negrito
Leitura em Libras
O que é a Tecnologia Suíça de Botik?

O que é a Tecnologia Suíça de Botik?

Descubra tudo sobre a combinação de tecnologia suíça + ativos poderosos que faz de Botik a melhor escolha para a sua rotina de pele.

Produtos de Botik:

Tudo Sobre O que é a Tecnologia Suíça de Botik?

Foram 7 anos de estudo e uma colaboração entre Boticário e Mibelle para identificar o uso de microrganismos extremófilos - as algas das neves - no desenvolvimento da linha Botik.

Para quem não conhece, a alga da neve é ​​uma espécie que cresce em áreas de clima alpino ou polar e que garante benefícios superiores à pele, por conta da sua capacidade antioxidante.

É bom lembrar que, no caso da formulação de Botik, não há exploração da natureza, pois essa alga é cultivada internamente num procedimento rigoroso e altamente sustentável que garante sua qualidade superior e seus benefícios para a pele.

Em resumo?

O poder da alga da neve aliado a ativos consagrados promove redução de rugas, melhora da barreira cutânea e aumento da hidratação, trazendo vitalidade e longevidade pra pele. Esse ativo proveniente da tecnologia suíça está em sinergia com demais ativos de cada fórmula para maximizar resultados e deixar o ritual de beleza mais completo.

Quer saber mais sobre a Alga da Neve?

Veja a entrevista completa com a Dr. Irene Montaño, PhD International Sales Manager da Mibelle Biochemistry, e uma das responsáveis pela tecnologia suíça de Botik.

A linha Botik conta com tecnologia suíça decorrente do ~segredinho~ da alga da neve. Como se chegou a esse insight de uso para a pele?

O pó de alga da neve oferece um tratamento anti-envelhecimento baseado nas táticas de sobrevivência excepcionais das algas da neve. Estas algas conseguiram criar estratégias de sobrevivência que lhes permitem crescer nas geleiras, indo de temperaturas muito baixas a níveis elevados de radiação UV. Para sobreviver nessas condições adversas, as algas da neve desenvolveram uma espécie de tática de “bela adormecida”.

O que acontece com a alga das neves nas mudanças de temperatura? Esse processo tem relação com os resultados na pele?

As algas da neve são algas unicelulares com a capacidade única de viver ativamente a uma temperatura de aproximadamente 0 ° C, onde a maioria dos outros organismos reduzem suas atividades metabólicas ou simplesmente são incapazes de sobreviver a essa temperatura. As algas da neve adaptam-se ao seu ambiente modificando sua pigmentação de verde para vermelho. Na primavera, o aumento dos níveis de nutrientes e luz, assim como o gelo derretido, estimulam a germinação e as células das algas da neve aparecem verdes, pois contêm predominantemente pigmentos de clorofila. A clorofila absorve a energia da luz para convertê-la em energia química (carboidratos) que irá alimentar as atividades das algas. Consequentemente, as algas da neve podem viajar para a superfície da neve onde se propagam. No final do verão, este estágio de crescimento / reprodução alterna com um dormente. Como resultado, as células verdes das algas da neve se transformam mais uma vez em esporos vermelhos para sobreviver até o verão seguinte. Este mecanismo de proteção excepcional libera ingredientes ativos altamente eficazes que têm um efeito revigorante e regenerador comprovado nas células da pele.

E onde a alga da neve é encontrada?

As algas da neve crescem em áreas onde existe um clima alpino ou polar em que há neve durante todo o ano (neve permanente). Para obter esta alga extremófila única, organizamos uma expedição aos Alpes Suíços, juntamente com especialistas na área. Uma vez lá, pegamos amostras da neve permanente seguindo os protocolos apropriados e as levamos para nossos laboratórios para iniciar a pesquisa.

Isso significa que vocês reproduzem a alga da neve em laboratório, fora do seu habitat natural?

A produção do pó de alga da neve é um processo sustentável baseado em um biorreator feito sob medida. A Mibelle Biochemistry conseguiu cultivar células de algas da neve em reatores especiais em condições que imitam seu ambiente natural. Em primeiro lugar, as algas da neve crescem em um meio com luz e ar (incluindo CO2) para simular condições de crescimento favoráveis. Nesta fase, as algas da neve adquirem um aspecto esverdeado. A partir daí, o nível de nutrientes é reduzido e a luz é fortemente aumentada. As algas da neve passam a produzir pigmentos carotenóides em alta concentração para proteção contra os raios ultravioleta e ficam vermelhas. É aqui que elas são colhidas. Para obter o pó de alga da neve, as células das algas da neve são homogeneizadas a 1200 bar junto com fosfolipídios para encapsular e estabilizar seus componentes solúveis em óleo e solúveis em água em lipossomos. A suspensão resultante é cuidadosamente pulverizada sobre um pó à base de maltodextrina.

Esta tecnologia inovadora que a Mibelle Biochemistry desenvolveu oferece as seguintes vantagens: preservação das espécies de algas da neve (processo sustentável baseado em biotecnologia), a disponibilidade de material de algas da neve independentemente da estação e da demanda do mercado e o material de algas da neve que é completamente livre de poluentes ambientais e pesticidas. Além disso, há uma concentração constante de metabólitos no extrato por meio de um processo definido e controlado.

E olhando para a formulação de Botik, o que o público vai poder encontrar dessa combinação?

Simulando as condições de vida para as algas da neve e utilizando as moléculas de resposta ao estresse que o microorganismo produz, o ingrediente ajuda a manter a juventude da pele. Combinado com todos os ingredientes da fórmula, o resultado será uma excelente capacidade antioxidante.

Você está offline.